Orquestra Jazz Sinfônica

Com o intuito de resgatar as tradições das orquestras de rádio e televisão que fizeram sucesso entre os anos 1930 e 1970, e com a proposta de dar um tratamento sinfônico à música popular brasileira e universal, a Orquestra Jazz Sinfônica foi criada.
Sua formação é bastante singular. Une a orquestra nos moldes eruditos a uma big-band de jazz, produzindo uma sonoridade ímpar.

Site: http://www.jazzsinfonica.org.br/

E-mail: comunicacao@pensarte.org.br

Telefone Público: (11) 3828-2550

Endereço: Al. Nothmann, 1029 , Campos Elísios, 01216-001, São Paulo, SP

CEP: 01216-001

Logradouro: Al. Nothmann

Número: 1029

Complemento:

Bairro: Campos Elísios

Município: São Paulo

Estado: SP

Descrição

A Orquestra Jazz Sinfônica de São Paulo foi criada em 1989 durante o governo de Orestes Quércia. O idealizador foi o músico Arrigo Barnabé – então assessor do secretário de cultura, Fernando Moraes –, que sentiu o desejo de resgatar as tradições das antigas orquestras de rádio e televisão (1930 a 1960).
Com formação bastante singular, a Jazz Sinfônica une a orquestra dos moldes eruditos a uma big band de jazz. O resultado é uma sonoridade exclusiva, que tem lhe conferido protagonismo na criação de uma nova estética orquestral brasileira por meio de arranjos contemporâneos e únicos.

Um dos grandes nomes da orquestra, responsável por transformar as melodias populares de compositores brasileiros em arranjos sinfônicos, foi Cyro Pereira (1929-2011), maestro dos Festivais da Record dos anos 1960 e um dos fundadores do grupo, que criou o repertório fundamental do grupo e ajudou a transformá-la numa das poucas com esse formato no mundo. Depois dele, a Jazz Sinfônica formou uma equipe de orquestradores de excelência, que trabalham diariamente para a formação do seu repertório – o grupo produz, em média, 100 partituras por ano e conta com um acervo de mais de 1,4 mil delas.

A Jazz Sinfônica apresenta-se em concertos regulares na capital e interior do estado de São Paulo, em muitos com importantes convidados. Já tocou com Tom Jobim, Milton Nascimento, Gal Costa, João Bosco, Toquinho, Paulinho da Viola, Daniela Mercury, John Pizzarelli, Stanley Jordan, Gonzalo Rubalcaba, Dee Dee Bridgewater e Paquito D’Rivera, entre outros. Já desenvolveu mais de 1,4 mil partituras baseadas em temas da música popular brasileira e mundial. Orquestrou músicas durante exibições de filmes, como Encouraçado Poterkin e Metrópolis. No cinema, também ganhou seu primeiro documentário, em 2011: A Nave – uma viagem com a Jazz Sinfônica de SP.

O diretor artístico e regente titular da Jazz Sinfônica é João Maurício Galindo e Fábio Prado seu regente adjunto. Desde janeiro de 2012, a orquestra é administrada pela Organização Social de Cultura Instituto Pensarte.

Galeria

evento entre e Baixar Planilha

Publicado por

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

A Secretaria da Cultura é o órgão do Governo do Estado de São Paulo responsável por elaborar e executar políticas públicas visando garantir os direitos culturais da população no território paulista.

Nome:

E-mail:

Tipo:

Mensagem:

Enviando mensagem

Enviando mensagem